Projeto de Formação Continuada para a Docência no Ensino Superior no Campus de Alegre

Apresentação e justificativa:

A educação pública alcançou ao longo dos últimos anos grandes níveis de acessibilidade discente, o que naturalmente trouxe para dentro da sala de aula muitas e novas demandas. Pode-se dizer que a escola pública nunca se mostrou tão democrática e real em todos os níveis de ensino.

Proporcionalmente ao surgimento das novas demandas, a profissão docente precisou ser repensada, refletida e renovada. Apenas o domínio de conhecimentos técnicos profissionais tornou-se insuficiente para atender aos desafios apresentados hoje à docência, que passa a exigir mais do que nunca, uma formação permanente e continuada.

Importa lembrar que no Brasil as exigências legais para a investidura no cargo de docente no Ensino Superior são o mestrado e/o doutorado. Ou seja, a única exigência formativa para o ingresso na docência do ensino superior é a pós-graduação stricto senso. No entanto, ironicamente, os programas de pós-graduação de mestrado e doutorado no país pouco ou nada são voltados para a capacitação em docência e sim em pesquisa. Ao ingressar no cargo, o recém professor do ensino superior depara-se com uma série de desafios para os quais na grande maioria das vezes não foi preparado. Muitos são bacharéis com pouca ou nenhuma experiência com a docência. E mesmo os licenciados, em alguns casos, não tiveram antes experiências com a docência nesse nível de ensino.

Tal fato acaba levando muitos deles a optar na maioria das vezes, por dois caminhos: o primeiro de tomar como referência as experiências vivenciadas por ele na prática, culminando numa repetição da prática de antigos professores sem que haja antes uma reflexão sobre esta; e o segundo das tentativas de ensaio e erro no cotidiano da sala de aula. No presente projeto de extensão, parte-se do princípio de que “… é fazendo a docência e refletindo sobre este fazer que realmente se aprende a ser professor.” (CUNHA, 1989, p. 81). Ou seja, é necessário haver hábitos e espaços para a reflexão, troca de experiências, onde os docentes procurem refletir permanentemente sobre suas práticas pedagógicas em sala de aula.

Por esse contexto, entende-se, portanto, que não existe um modelo/fórmula pronto a ser aplicado na sala de aula, o que existe, como afirma Imbernón (2012), são boas práticas, saberes em construção. Logo, ser professor torna-se uma tarefa inacabada, em constante elaboração e reflexão. Mais que dominar conteúdos (que não deixa de ser importante), espera-se do docente saberes, competências e habilidades pedagógicas em permanente construção.

É nesse sentido, e acompanhando inúmeras iniciativas parecidas em outras Universidades espalhadas pelo Brasil, que surge a proposta deste projeto com a finalidade de pensar a profissão docente no Ensino Superior, conjuntamente com os docentes lotados no Centro de Ciências Agrárias e Engenharias e no Centro de Ciências Naturais e da Saúde do Campus de Alegre.

                                                              

Objetivos gerais:

O presente projeto visa à formação dos professores, tomando como ponto de partida a reflexão sobre a sua prática docente. Pretende-se incentivar os docentes a aprender, interpretar, autoavaliar, compartilhar, compreender e refletir sobre o ensino e a realidade social e profissional, a fim de estimular um processo de inovação da prática pedagógica, ou seja, propiciar uma reflexão crítica das questões de ensino-aprendizagem, buscando meios para a sua reformulação e desenvolvimento.

                                                              

Objetivos específicos:

- Facilitar espaços de reflexão, participação e formação docente;

- Estimular o professor a refletir sobre sua prática docente;

- Sensibilizar e corresponsabilizar os docentes quanto à importância da formação;

- Estimular o comprometimento, a coletividade e o intercâmbio/compartilhamento de experiências entre os docentes;

- Elaborar de forma conjunta e contextualizada, propostas de aprimoramento docente;

- Fornecer aos docentes elementos para sua autoformação.

                                                              

Metodologia:

Para alcançar os objetivos propostos para o projeto, o primeiro passo será a formação de um grupo de estudos sobre docência no ensino superior, do qual farão parte os professores do CCAE e CCENS que tenham interesse em integrar o mesmo.

Os professores receberão convite via e-mail a partir do qual manifestarão ou não o interesse em participar do grupo. A princípio as ações do grupo serão realizadas prioritariamente por meio de encontros periódicos para estudo, reflexão e debate de temas relacionados à formação docente para o Ensino Superior.

Num primeiro momento, os professores receberão orientações quanto ao funcionamento do grupo bem como das principais fontes de informação referente ao tema hoje no país. A partir desse momento de reflexão do grupo de estudos serão eleitos 1 docente representante de cada departamento para compor um núcleo estruturante que gerirá as atividades do grupo maior.

Em seguida, será aplicado um questionário para levantamento de dados e demandas formativas dos docentes, a partir do qual, surgirão as demais propostas de trabalho periódico para o projeto, como realização de eventos, palestras, encontros para estudo bibliográfico, mesas-redondas, oficinas dentre outras, de acordo com as temáticas apresentadas por eles mesmos.

Para estimular e manter a interação entre os membros do grupo será utilizada algum tipo de espaço virtual (a ser também pensado em conjunto) para postagens de materiais de apoio e de consulta.

 

Informações:

e-mail: pedagogico.sugrad [at] gmail.com

Ramal: +55 28 3552-8981 / 8915

Cadastro no SIEX: 401945

Coordenadora: Michelha Vaz Pedroza

Co-coordernadora: Josiléia Curty de Oliveira

 

Importante:

Os encontros neste semestre 2020/01 estão suspensos temporariamente tendo em vista que as coordenadoras do projeto estarão em licença. 

A capacitação para os docentes organizada pelo DDP/Prograd está prevista para os seguintes dias:

- 20/05/2020 e 19/08/2020.

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Alto Universitário, s/nº - Guararema, Alegre - ES | CEP 29500-000